Homens vivem em média sete anos menos que as mulheres, pois estes, por uma série de questões culturais e educacionais, geralmente só procuram o serviço de saúde quando perderam sua capacidade de trabalho. Assim, perde-se um tempo precioso de diagnóstico precoce ou de prevenção, já que chegam ao serviço de saúde em situações limite. A Política Nacional de Saúde do Homem, criada pelo Ministério da Saúde, em agosto de 2009, e campanhas de divulgação da importância da prevenção e tratamento das doenças específicas do homem brasileiro são extremamente importantes para apoiar a mudança de atitude diante dos riscos e doenças específicas dessa população.Orientações urológicas preventivas:• As crianças devem ser avaliadas por um urologista para verificar problemas relacionados à fimose, ao criptoquirdismo (o testículo que não desce da barriga para a bolsa escrotal), entre outros assuntos.• Todo pré-adolescente deve visitar o urologista para avaliação genital. Essa consulta poderia diagnosticar problemas como tumores nos testículos, comum nessa faixa etária.• A ingestão abundante de água (de seis...